Notícias
Nota de repúdio aos ataques à UERJ

Rio de Janeiro, 14 de março de 2017.

 

Nota de repúdio aos ataques desrespeitosos que a UERJ vem sofrendo

A Associação de Professores de Francês do Estado do Rio de Janeiro (APFERJ) repudia veementemente a forma como o Governo do Estado do Rio de Janeiro vem tratando a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), seus servidores, e estudantes. A UERJ vem sendo sucateada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, desde o ano de 2016, com o não pagamento dos salários dos servidores e das bolsas dos estudantes cotistas, e com o não repasse de verbas para manutenção de serviços essenciais, como limpeza e segurança.

Cabe ressaltar que a UERJ é uma das mais importantes universidades do país, sendo a 11° colocada em nível de qualidade de ensino no Brasil, e a 20° colocada na América Latina. É uma das universidades que mais promovem a produção científica e inserção de alunos no mercado, sendo indispensável para a formação de profissional do Rio de Janeiro. Foi a primeira universidade a adotar políticas afirmativas de inclusão, através do sistema de cotas, que proporciona o ingresso no nível superior de milhares de filhos de trabalhadores.

Manifestamos, portanto, nossa indignação e desacordo com esse desfinanciamento da UERJ, uma das mais importantes universidades públicas, gratuitas e de qualidade do país.

 

Pedro Armando de Almeida Magalhães

Presidente da APFERJ

VOLTAR